Ao longo do tempo, os processos de armazenamento, distribuição, transporte e toda a manipulação de produtos alimentares que constituem a cadeia de frio foram evoluindo de forma a otimizar a preservação das condições de refrigeração/congelação dos produtos alimentares.

industriaalimentar

Foi isto que levou a União Europeia a emitir o Regulamento CE nº 37/2005, que determina que os meios de transporte e os locais de depósito e armazenamento dos alimentos disponham de instrumentos de medição e de registo de temperatura adequados para controlar, em intervalos frequentes e regulares, a temperatura do ar a que estão submetidos os alimentos ultracongelados, cumprindo os requisitos técnicos das Normas NP EN 12 830 e NP EN 13 486. Foi também com base nestes pressupostos que foi elaborada a Portaria 1129/2009, de 1 de outubro.

Felizmente, a tecnologia permite a criação de dispositivos e soluções que auxiliam as empresas do sector agroalimentar a enfrentar os desafios que surgem para o cumprimento das normas acima referidas e também na implementação do sistema HACCP.

A integração de uma solução de monitorização wireless para garantir as condições ideais na cadeia de frio, continua a ser uma das melhores opções, pelo seu caráter prático, amigável e inegavelmente eficaz.

 

Veja o artigo completo aqui

últimos posts